Veterano de guerra resgata 120 animais de abrigo na Ucrânia

Após um bombardeio, um veterano do exército arriscou a vida para salvar 120 animais na Ucrânia.

A guerra na Ucrânia já causou milhares de vítimas humanas e um número incalculável de perdas entre animais de estimação. Um veterano do exército britânico está fazendo a sua parte no território conflagrado e, nesta ação, ele e a sua equipe conseguiram resgatar 120 cães e gatos.

O resgate ocorreu em Kharkiv, no leste do país. A cidade tinha acabado de sofrer um bombardeio russo, quando Tom, o veterano do exército inglês, entrou em ação para salvar os animais sobreviventes entre os escombros de um abrigo.

Tom – por questões de segurança, ele é conhecido apenas pelo apelido – é ativista pelos direitos dos animais e cofundador da ONG Breaking The Chains (Quebrando as Correntes, em português), entidade que se dedica ao resgate, acolhimento e adoção de pets, com atuação em diversos pontos do planeta.

Veterano de guerra resgata 120 animais de abrigo na Ucrânia

A operação de resgate

Enquanto alguns governos europeus se dedicam a acolher as vítimas humanas da guerra, a Breaking The Chains se propôs a fazer o mesmo com os animais flagelados pelo conflito entre Rússia e Ucrânia.

Quando o conflito teve início, Tom e uma equipe deixaram a Grã-Bretanha e infiltraram-se em território ucraniano, com o objetivo de auxiliar as vítimas esquecidas – os cães e gatos que tiveram de ser deixados para trás na fuga das famílias.

Durante as duas primeiras semanas de março de 2021, o ex-soldado inglês conseguiu salvar quase 700 animais de estimação, na maioria abandonados nos arredores de Kiev, a capital do país e uma das principais rotas de fuga para a Europa Ocidental.

Veterano de guerra resgata 120 animais de abrigo na Ucrânia

Os voluntários também conseguiram abastecer abrigos e hospitais veterinários próximos às fronteiras com a Polônia e a Romênia, com mais de 100 toneladas de alimentos, artigos de higiene e limpeza, agasalhos e suprimentos médicos.

Tom é um combatente de 34 anos, que diz ter servido as Forças Armadas britânicas durante quase duas décadas e há cerca de dois anos vive em Yorkshire, no norte da Inglaterra. Assim que a guerra começou, ele entendeu ser sua missão partir para a Ucrânia, para ajudar os cães e gatos abandonados e feridos no conflito.

Ao jornal inglês Daily Mail, que enviou correspondentes para cobrir os conflitos, o veterano afirmou: “É como se fosse uma operação militar, por assim dizer. Tentar cumprir esta missão como civil é muito complexo e perigoso”.

Veterano de guerra resgata 120 animais de abrigo na Ucrânia

A situação encontrada pelos voluntários é caótica. Tom já resgatou animais em calamidades naturais, como terremotos e furacões, mas a situação é diferente. Ele disse à imprensa: “Há pessoas gritando à sua frente, à direita e à esquerda”.

Em uma das ações mais recentes – a data correta não é informada, também por motivos de segurança – Tom e outros quatro ex-combatentes conseguiram resgatar 120 animais que ficaram presos em um abrigo bombardeado próximo a Kharkiv. A cidade, a segunda mais populosa do país, foi quase totalmente destruída pelos russos.

A narrativa de Tom é chocante: “Era um abrigo que foi bombardeado duas vezes. Ninguém podia alcançá-lo e ajudar os animais. Então, nós decidimos avançar e retirar os cães e gatos das ruínas”.

Veterano de guerra resgata 120 animais de abrigo na Ucrânia

Segundo os voluntários da Breaking The Chains, o abrigo ficava a menos de um quilômetro da linha de frente russa. Eles chegaram a ouvir tiros de artilharia enquanto se aproximavam, mas provavelmente os soldados invasores perceberam que se tratava de uma operação de salvamento. Seja como for, ser membro de uma equipe socorrista não é uma garantia de salvo-conduto durante guerras – declaradas ou não.

Os cachorros estavam assustados e latiam como loucos, sem conseguir entender nada do que se passava à sua volta. Alguns tentaram morder os voluntários, mas Tom e a equipe conseguiram acalmá-los.

Veterano de guerra resgata 120 animais de abrigo na Ucrânia

Todos os animais foram transportados em um caminhão usado pela Breaking The News. Os gatos e alguns cães mais agitados foram presos em gaiolas de transporte, mas a maioria seguiu até o veículo apenas com guias e correntes.

Os voluntários notaram dois fatos curiosos: assim que o caminhão se pôs em movimento, praticamente todos os 120 animais resgatados pegaram no sono. Mas, em um momento um pouco mais tenso, alguns gatos escaparam e pularam no painel. Aparentemente, eles queriam apenas explorar o novo espaço.

Veterano de guerra resgata 120 animais de abrigo na Ucrânia

Depois de uma viagem de cerca de 1.800 km, percorridos em aproximadamente 30 horas, a equipe e os animais finalmente chegaram ao que Tom chamou de “um lugar seguro”. Mais uma vez por questões de segurança, o destino não foi revelado.

Outros voluntários esperavam as vítimas resgatadas no local e os cães e gatos foram examinados por veterinários, receberam comida e água fresca. Em seguida, os peludos foram encaminhados para abrigos na Romênia.

Receba notícias e histórias do Cães Online no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/caesonline.

Deixe um comentário