Homem fica surpreso ao descobrir que seu cachorro aprendeu sozinho a desativar o despertador

Ele é responsável pelos atrasos do tutor. Este cachorro aprendeu a desativar o despertador.

Os cachorros são admiráveis, brincalhões e inteligentes. Mas o tutor de Dory não poderia imaginar que o cachorro seria capaz de aprender a desativar o despertador. Talvez o peludo tenha entendido que o barulho estava atrapalhando o sono, mas ele acabou se tornando responsável por uma série de atrasos.

Alexandre Lima se viu em apuros quando, em diversas manhãs consecutivas, ele não conseguiu despertar a tempo de chegar ao trabalho no horário: os atrasos constantes estavam colocando o trabalho deste jovem em risco.

Dory e o despertador

Todas as noites, Alexandre programa o despertador do celular para ser despertado logo cedo. E, durante várias manhãs seguidas, o jovem acordou atrasado para o trabalho. No início, ele imaginou que não estava ouvindo o alarme, ou até mesmo que estivesse desativando o despertador sem querer.

O fato é que Alexandre estava colocando o emprego em risco com as “falhas” consecutivas do despertador. O jovem tentou trocar o áudio algumas vezes, na tentativa de levantar-se a tempo de cumprir as tarefas do dia a dia.

O mistério se prolongou por uma semana inteira, até que, certa manhã, Alexandre descobriu finalmente o que estava acontecendo. Ele conseguiu despertar e manter-se vigilante por tempo suficiente para descobrir quem estava por trás do “silenciamento do despertador”.

O responsável pelos “cinco minutinhos a mais” (que sempre se prolongam por muito mais tempo) era, na verdade, o cachorro de Alexandre. O jovem manteve-se acordado por tempo suficiente para observar Dory lambendo o celular.

Ao The Dodo, site especializado em histórias sobre animais de estimação, Alexandre contou mais tarde: “Eu acordei e vi Dory lambendo o smartphone. Eu não conseguia acreditar no que estava acontecendo”.

O cachorrinho descobriu um jeito de silenciar o despertador, que insistia em atrapalhar o sono matinal da dupla. Ele aprendeu sozinho, depois de identificar a origem do barulho indesejado: bastava pressionar algumas teclas, para o silêncio voltar a reinar no quarto.

Alexandre e a mulher ficaram atordoados e incrédulos. Nenhum dos dois poderia imaginar que o responsável pelos atrasos constantes era Dory, o cachorro que já estava acostumado a dormir com os tutores na cama.

Como um bom cachorro, Dory sabe que precisa zelar não apenas pela segurança da família, mas também pelo bem-estar de todos. o peludo deve ter imaginado que o barulho do celular era um incômodo e descobriu uma maneira de eliminar o alarme.

Alexandre usou o celular da mulher para gravar a cena: Dory havia sido pego em flagrante. Naquela mesma manhã, o jovem mostrou as imagens do cachorro eliminando os ruídos para o chefe. O vídeo foi visto por todos no escritório.

O chefe de Alexandre apenas riu e ficou contente porque o jovem descobriu o motivo para os atrasos constantes. O vídeo, de apenas dez segundos, foi postado nas redes sociais e já obteve milhares de curtidas e compartilhamentos.

Alexandre está aliviado. Não há fantasmas desligando o alarme, nem ele próprio acorda, desativa o despertador e volta a dormir. O culpado é Dory, um cachorrinho que aparentemente não gosta nem um pouco de ser despertado tão cedo:

“Eu apenas contei para o meu chefe, mostrando o vídeo, e ele achou muito engraçado. Estou feliz por não ter tido problemas maiores, além do constrangimento de ter que me explicar sobre os atrasos.”

Na verdade, Alexandre acredita que os motivos para Dory desligar o despertador não sejam tão egoístas: o cachorro não quer apenas dormir um pouco mais. Ele apenas associou o barulho do alarme com a saída dos tutores e não quer ficar sozinho. Por isso, encontrou um jeito fofo para prolongar um pouquinho o sossego e a tranquilidade da família.

O gesto pode ter tido boas intenções, mas Alexandre sabe que não pode continuar se atrasando todos os dias. Por isso, a solução foi passar a deixar o celular no alto de uma prateleira, fora do alcance de Dory.

Desta forma, ele precisa levantar-se da cama no horário certo, sem dar espaço para a tentação de acionar o modo “soneca” – os tais cinco minutinhos a mais. Resta agora, à família Lima, encontrar uma forma para suprir a carência que Dory sente quando fica sozinho durante o dia inteiro.

Dory tem a sua própria página no Instagram, que divide com a irmã Amora e é monitorada pelo casal Jennifer Silva e Alexandre Lima. A família vive em Itápolis, no interior de São Paulo, a 380 km da capital, e está sempre postando as aventuras dos dois cãezinhos.

Receba notícias e histórias do Cães Online no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/caesonline.

Deixe um comentário