Cachorro passa a mancar em solidariedade à tutora que precisa de muletas

Este cachorro está mancando porque a tutora está com dificuldade de locomoção e precisa de muletas.

Steph Najar sofreu um acidente de carro e machucou o pé esquerdo. Durante a recuperação, ela precisou poupar o membro ferido e começou a andar de muletas. Foi então que Polo, um lulu da Pomerânia, demonstrou toda a solidariedade de que os cachorros são capazes: ele também começou a mancar.

O acidente de Steph não foi grave, mas é sempre desagradável ter de usar próteses para se locomover, por menor que seja o prazo de convalescença. Sentindo-se dolorida e limitada, a jovem pôde pelo menos contar com a empatia de um amigo.

Cachorro passa a mancar em solidariedade à tutora que precisa de muletas

As muletas

Ao observar a tutora com dificuldades para caminhar, Polo imediatamente passou a deixar de usar o membro posterior esquerdo. Quando Steph precisa se deslocar pela casa, o lulu da Pomerânia a acompanha, como sempre fez, mas a segue mancando, sem apoiar a pata no chão.

Um vídeo mostrando a solidariedade de Polo foi postado nas redes sociais. Apenas no Tik Tok, ele já foi acessado quase 600 mil vezes e, apesar de ter sido legendado com a frase: “Cuando ni la burla perdonan” (quando não se perdoa nem a zombaria, em tradução livre), os internautas captaram os sentimentos do cãozinho:

“Quanta empatia e solidariedade. Você tem muita sorte por ter este apoio.”

“Eles fazem isso para você não se sentir estranho.”

“Aonde você for, ele a seguirá.”

Foi o pai de Steph quem notou primeiramente que o cachorro estava mancando. Imediatamente, a tutora inspecionou as pernas e patas do peludo, mas estava tudo bem com ele, que apenas estava imitando os movimentos limitados.

Ao que tudo indica, Polo parece ter renunciado ao uso da pata esquerda até que Steph se recupere – um ato de solidariedade à condição atual da tutora, que tem outros quatro cães (dois buldogues franceses e outros dois lulus da Pomerânia), mas apenas Polo demonstrou empatia.

O cachorrinho manca apenas quando segue a tutora. Em todos os outros momentos do dia, o Polo caminha normalmente. A família toda de Steph ficou surpresa com a demonstração do peludo, que sempre foi muito apegado à jovem.

Cachorro passa a mancar em solidariedade à tutora que precisa de muletas

A empatia dos cachorros

Os cachorros conseguem se conectar aos estados emocionais das pessoas próximas. Eles percebem de maneira quase imediata quando nos sentimos irritados, desanimados, amedrontados, e reagem rapidamente aos nossos estados de espírito.

É muito provável que Polo não esteja imitando a tutora, mas faz uma demonstração de que entende como ela está se sentindo e se identifica com ela. Não existe nenhum estudo que comprove, mas quem vive com um cachorro sabe que eles sempre tentam oferecer consolo quando estamos tristes ou angustiados.

Cachorro passa a mancar em solidariedade à tutora que precisa de muletas

Os gestos caninos podem não representar nenhum benefício objetivo – a nossa saúde não melhora imediatamente na presença deles, nem nos sentimos mais animados quando eles tentam brincar. Mesmo assim, os cães fazem questão de lamber nossas mãos, trazer o brinquedo favorito (e depositá-lo aos nossos pés) ou apenas sentar-se ao lado e imitar os nossos gestos (ou a falta deles).

Os cachorros são capazes de pressentir surtos psicóticos, crises epiléticas e episódios de vertigens e desmaios, de maneira que ainda não está clara para a ciência. Além disso, através do faro e do paladar, eles conseguem diagnosticar uma série de doenças humanas.

Cachorro passa a mancar em solidariedade à tutora que precisa de muletas

Provavelmente, os nossos peludos sabem entrelaçar informações captadas através dos sentidos, processá-las de forma intuitiva e, em seguida, oferecer pelo menos o apoio de uma “pata amiga”, caso não consigam encontrar meios para superar a dificuldade.

Mas mesmo aqueles peludos que não possuem nada de “heroico ou sobrenatural”, que apenas permanecem ao nosso lado em qualquer situação, acabam nos surpreendendo em pequenas situações do cotidiano.

Cachorro passa a mancar em solidariedade à tutora que precisa de muletas

A fidelidade canina é proverbial – existem diversos relatos de cães que perderam a vida para defender membros da família humana. O altruísmo também pode ser identificado em situações mais simples – como acontece quando eles acordam de madrugada e deixam o aconchego da cama para nos acompanhar ao banheiro ou à cozinha.

Os cachorros gostam de nos agradar – e este é o principal motivo para a consolidação de uma parceria que já dura milênios. Eles querem nos ver felizes e satisfeitos sempre. Quando não conseguem, eles tentam ser solidários, como faz Polo, o pequeno lulu da Pomerânia, que não quer se afastar da tutora para nada – mesmo que tenha de mancar para acompanhar o ritmo da jovem.


Este pitbull ficou órfão e implorou, soluçando, para que uma entregadora o adotasse.

Continue lendo…


Receba notícias e histórias do Cães Online no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/caesonline.

Deixe um comentário