Cachorrinho ganha ‘veterinária particular’ para não se sentir sozinho e assustado

O cachorro estava sozinho e assustado no hospital. Foi preciso improvisar um veterinário particular.

Denali é um husky siberiano. Desde filhote, ele frequenta o Hospital Veterinário Glove Cities, em Gloversville, no Estado de Nova York (no nordeste dos EUA) e toda a equipe de saúde de saúde o conhece. O cachorro, no entanto, teve de passar por cuidados intensivos e estava apavorado. Foi preciso criar um “veterinário particular” para tomar conta dele.

Denali é uma montanha no Alasca, a mais alta da América do Norte (posteriormente rebatizada como monte McKinley). Entre os índios americanos, a palavra significa “O Maior”. O husky siberiano é considerado, pelos tutores, o maior, o principal, “The Big One”.

Cachorrinho ganha 'veterinária particular' para não se sentir sozinho e assustado
O husky e sua ‘veterinária’ (Foto: Hospital Veterinário Glove Cities)

A internação

A equipe de Glove Cities está acostumada com Denali, mas até então ele frequentava o hospital apenas para as vacinas regulares e um ou outro exame. O husky siberiano, no entanto, teve alguns problemas de saúde e precisou ser internado.

A tutora do cachorro percebeu que ele estava quieto demais e também se recusando a comer, o que não é natural para ele. Ele estava rejeitando inclusive os seus petiscos preferidos. A situação perdurou por alguns dias.

Cachorrinho ganha 'veterinária particular' para não se sentir sozinho e assustado
 Foto: Hospital Veterinário Glove Cities

Levado ao hospital, Denali foi submetido a um exame clínico. A médica veterinária Katelyn Sharpe resolveu pedir algumas radiografias. Os exames identificaram um corpo estranho no abdômen do husky siberiano.

Denali tinha engolido uma pedra! Em uma das suas muitas aventuras pelo jardim de casa, o cachorro tinha encontrado uma rocha diferente e provavelmente resolveu descobrir o sabor daquele objeto estranho.

Os cachorros tendem a devorar rapidamente os alimentos, sem mastigar por tempo suficiente. A pedra cruzou o organismo canino até o estômago e acabou se fixando na entrada no intestino delgado, cuja entrada estava obstruída. Denali não estava absorvendo nutrientes e obviamente não queria colocar mais nada na barriga.

O peludo passou um dia inteiro no hospital, em observação. O objeto estranho não se deslocou e, por isso, a médica decidiu submeter Denali a um procedimento cirúrgico. Era o único meio de salvar o husky siberiano e devolver-lhe a saúde.

A recuperação

A pedra removida na cirurgia tinha quase cinco centímetros de comprimento. O problema da obstrução estava resolvido, mas o cachorro ainda precisava passar pelo pós-operatório. Era necessário acompanhar a cicatrização e o retorno do funcionamento normal do estômago e do intestino.

Cachorrinho ganha 'veterinária particular' para não se sentir sozinho e assustado
 Foto: Hospital Veterinário Glove Cities

Denali está muito acostumado com a Dra. Sharpe, mas o movimento de estranhos em torno dele começou a incomodá-lo. À medida que os efeitos da anestesia cessavam, o cachorro foi ficando cada vez mais ansioso.

Ele estava apavorado com o vaivém de pessoas desconhecidas na enfermaria do hospital. Denali permaneceu o tempo todo no centro de terapia intensiva, monitorado por instrumentos e recebendo alimentação e medicamentos por via venosa.

A situação era estressante. O cachorro não estava acostumado com tantas pessoas diferentes, com a ausência da família e com a “prisão” – ele estava conectado a diversos aparelhos e tubos. Denali estava realmente estressado e isso poderia comprometer a sua recuperação. Para ele, a única “cara conhecida” era a da Dra. Sharpe.

Cachorrinho ganha 'veterinária particular' para não se sentir sozinho e assustado
 Foto: Hospital Veterinário Glove Cities

Irritado, com muito medo e sem entender o que estava acontecendo, o cachorro também não queria ficar totalmente sozinho. A equipe de saúde precisou usar a criatividade para tranquilizar o husky siberiano.

A Dra. Sharpe bolou um “plano genial”, executado com a ajuda de alguns enfermeiros. O grupo construiu um veterinário falso: um esfregão invertido com uma foto da médica entre os “cabelos”, com direito a estetoscópio e jaleco.

Cachorrinho ganha 'veterinária particular' para não se sentir sozinho e assustado
 Foto: Hospital Veterinário Glove Cities

O boneco funcionou. Denali ficou mais calmo, reduziu bastante as tentativas de arrancar o cone do pescoço e até conseguiu dormir na gaiola. Ao lado do “veterinário improvisado”, o cachorro parecia se sentir mais tranquilo: era uma companhia, mas não apertava nem enfiava agulhas nele. Um parceiro perfeito.

O veterinário falso permaneceu ao lado do husky siberiano durante todo o período em que ele permaneceu internado. Ao lado do boneco, Denali se tornou um paciente modelo, sem reclamar nem chorar.

Cachorrinho ganha 'veterinária particular' para não se sentir sozinho e assustado
 Foto: Hospital Veterinário Glove Cities

Dias depois, Denali teve de se despedir do veterinário falso. Com os pontos cicatrizados, ele recebeu alta hospitalar e pôde finalmente voltar para casa – livre de perigo, mas ainda com o colar elisabetano no pescoço.

A equipe de saúde do hospital ficou satisfeita com a estratégia, que deve ser usada com outros pacientes que precisam ficar internados. O husky siberiano recuperou completamente a saúde e está de volta ao aconchego da família. A torcida, agora, é que ele fique longe das pedras.

Receba notícias e histórias do Cães Online no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/caesonline.

Deixe um comentário