Cachorra implora por ajuda em praia esperando por alguém que ajudasse seus filhotes

Uma cachorra foi vista implorando por ajuda para seus filhotes em uma praia.

As praias de Los Angeles são sempre muito concorridas. Turistas americanos e de diversos pontos do globo visitam a cidade em busca dos encantos de Santa Mônica, Malibu e Long Beach, por exemplo. Uma cachorra, no entanto, levou muito tempo até chamar atenção dos banhistas: ela chorou e implorou por ajuda para a sua ninhada recém-nascida.

A cachorra estava perto de um arbusto à beira da praia, onde ocultava os filhotes. Ela corria aflita entre os frequentadores, tentando atrair a atenção, mas quase todos passavam direto, distraídos apenas com a areia e o mar.

cachorra-implora-por-ajuda-em-praia-americana

O resgate

Felizmente para a cachorra aflita, um dos banhistas que circulava pelo local é um ativista dos direitos dos animais. Um voluntário da Animal Hope and Wellness Foundation (Fundação para a Esperança e Bem-Estar dos Animais) estava aproveitando o tempo agradável e percebeu a insistência da mãezinha.

A Animal Hope and Wellness está sediada em Sherman Oaks, um bairro de Los Angeles (Califórnia, na costa oeste dos EUA) famoso pelas mansões de artistas de cinema, como Jennifer Aniston. Estrelas como Marilyn Monroe e Lou Costello já viveram no distrito.

cachorra-implora-por-ajuda-em-praia-americana

A fundação trabalha com resgate, tratamento e adoção de cães e gatos. Ela também aceita doações em dinheiro, alimentos, medicamentos e tempo dos voluntários. Situada entre as praias e as florestas da Califórnia, a entidade também atua na preservação da vida selvagem.

O voluntário percebeu que a cachorra estava muito ansiosa. Ela ia e vinha às pressas, tentando estabelecer sem sucesso contato visual com todas as pessoas que passavam, mas nunca se afastava demais do arbusto.

Curioso, o homem resolveu seguir a cachorra. A poucos metros de onde a peluda foi vista chorando e implorando, ele encontrou a ninhada: quatro filhotes minúsculos, recém-nascidos e carentes de atenção e cuidados.

Os filhotes estavam muito sujos e infestados por pulgas, um indicativo de que eles já tinham alguns dias de vida – não mais do que uma semana. A cachorra precisava de ajuda urgente para sobreviver e alimentar as crias.

cachorra-implora-por-ajuda-em-praia-americana

Rapidamente, o voluntário acionou o serviço de resgate da Animal Hope and Wellness, que chegou à praia em poucos minutos. A mãe e os filhotes foram resgatados e colocados em segurança, no canil de Sherman Oaks.

A mãezinha pôde finalmente descansar, depois de alguns dias de verdadeiro pânico, sem saber como proteger os filhotes dos perigos de uma praia lotada. A família canina foi avaliada pelos veterinários da fundação, que não constataram nenhum problema de saúde.

A cachorra será mantida no canil até desmamar os filhotes. Todos serão castrados, vacinados e vermifugados, antes de serem colocados para adoção. Em breve, esperamos que surjam candidatos interessados em se tornar tutores destes cinco animais, que tiveram um início de vida difícil, mas têm tudo para ser felizes – e fazer alguns humanos ainda mais felizes.

cachorra-implora-por-ajuda-em-praia-americana

O que fazer?

Deparar-se com uma ninhada recém-nascida é uma situação de emergência, que precisa ser atendida com rapidez e eficiência. Mas nem todos sabem o que fazer ao encontrar uma cadela (ou gata) com seus filhotes.

Por outro lado, um dos principais motivos para o abandono é justamente a descoberta de que a cachorra da família está grávida, muitas vezes prestes a dar à luz. Tutores irresponsáveis não castram os animais sob sua guarda, permitem que eles circulem livremente e, quando surge uma gestação, tratam de “resolver o problema” da pior maneira possível: jogando a peluda nas ruas.

O ideal, ao encontrar uma ninhada, é levar mãe e filhos para casa, onde eles terão mais segurança. Nem sempre, no entanto, isto é possível. Mesmo assim, algumas ações podem ajudar a atenuar o problema.

Em primeiro lugar, é necessário improvisar um abrigo, que pode ser feito com caixas de papelão, tecidos velhos, etc. A nova casinha protegerá a família do frio – e o conforto térmico é fundamental para a sobrevivência dos filhotes.

É importante oferecer comida e água fresca para a cadela, que precisa de nutrientes para amamentar os filhotes. Os suprimentos podem ser dados diariamente (se houver possibilidade, o ideal é alimentá-la duas vezes por dia).

Ao mesmo tempo, é necessário acionar uma entidade de proteção dos animais, para que a família seja recolhida o quanto antes. Alguns filhotes conseguem sobreviver à vida nas ruas, mas a maioria morre nas primeiras semanas.

Todas as cidades médias e grandes do Brasil possuem serviços de resgate de animais: abrigos, santuários, clínicas veterinárias que recolhem os “indesejados”, etc. É importante que os cães e gatos abandonados recebam atendimento para tratar eventuais doenças.

Os benfeitores também podem ajudar na adoção, publicando fotos dos filhotes e da mãe nas redes sociais, para garantir a maior repercussão possível e ampliar as chances de todos. Visitá-los algumas vezes no abrigo e continuar postando imagens pode fazer a diferença para todos eles.

Receba notícias e histórias do Cães Online no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/caesonline.

Deixe um comentário