Cachorra é reencontrada um mês depois de cair no mar

“Não posso crer que ela está viva”. Esta foi a reação do tutor ao reencontrar a cachorra que caiu no mar.

Esta história aconteceu em San Diego, cidade litorânea no sul da Califórnia, na costa oeste dos EUA. Uma cachorra acompanhava o tutor em uma pescaria quando caiu no mar. Ela só foi reencontrada cinco semanas depois do acidente.

Reencontrar Luna viva e bem de saúde foi uma alegria imensa e uma grande surpresa para Nick Haworth, um jovem estudante de 20 anos que ganha a vida como pescador profissional nas águas do oceano Pacífico.

cachorra-e-reencontrada-um-mes-depois-de-cair-no-mar

O reencontro

Luna é uma pastora alemã de um ano e meio. Ela sempre acompanhou o tutor em suas atividades na embarcação. Além de pescar halibutes (uma espécie de linguado gigante), vieiras e caranguejos, Nick também conduz turistas que visitam a cidade em visitas pela baía de San Diego.

Certo dia, durante uma manobra, Luna foi atirada ao mar. O tutor ficou desconsolado, deu voltas e mais voltas pela baía à procura de sinais da cachorra, mas foi tudo inútil. As buscas continuaram sem sucesso nos dias seguintes.

Então, por mais incrível que pareça, cinco semanas depois do acidente, o tutor deparou-se com a visão da cachorra. Ela correu em direção ao melhor amigo e pulou em seus braços, sem parar de balançar o rabo, em sinal de alegria e alívio.

Nick não sabia o que fazer ou pensar. Ele apenas balbuciou o nome da cachorra, enquanto Luna não parava de festejar o reencontro. O pescador sentou-se no chão, esfregou a pelagem da pastora alemã, coçou a barriga e deu-lhe um grande beijo.

cachorra-e-reencontrada-um-mes-depois-de-cair-no-mar

A redescoberta da cachorra foi filmada e fotografada. Em poucas hora, as imagens estavam circulando na internet, curtidas e compartilhadas por milhões de usuários nas redes sociais. Uma equipe da emissora de TV NBC deslocou-se para San Diego, para registrar as emoções do resgate.

Aos repórteres, Nick, ainda bastante aturdido, mas com um largo sorriso no rosto, disse apenas que Luna “ainda cheira a peixe. Eu não posso acreditar que esta cachorra está viva. Eu pensei que nunca mais a veria”.

A última vez que Nick tinha visto Luna foi na ilha de San Clemente, a mais meridional das ilhas do canal da Califórnia, em frente a San Diego. O local pertence à Marinha americana, mas os pescadores costumam usar os píeres para guardar armadilhas para crustáceos.

Ao embarcar as armadilhas e manobrar o barco de volta para o canal, Nick percebeu que Luna não estava a bordo. Ele imaginou que ela tinha caído na água, no momento em que ele e os colegas estavam carregando os utensílios de pesca.

Mais tranquilo, Nick contou depois: “Em um minuto, a cachorra estava no convés e, no minuto seguinte, não havia sinal dela. Foi um dia difícil. Era por volta de 3h da manhã, eu olhava em volta e não conseguia encontrar Luna. Eu cheguei a surtar, honestamente”.

cachorra-e-reencontrada-um-mes-depois-de-cair-no-mar

O pescador emitiu um sinal para a guarda costeira. Luna estava perdida no mar e poderia tentar nadar até a costa – ela não tinha voltado para a ilha. A pastora alemã tinha habilidades de natação e mergulho e Nick se agarrou nesse resto de esperança.

Ninguém sabe exatamente o que aconteceu com Luna. O tutor acredita que ela tenha se distraído com alguma coisa ao redor, pulou na água e não conseguiu encontrar o caminho de volta. Nick permaneceu por dois dias no barco, procurando sinais da amiga, sem dormir nem se alimentar.

Por fim, o pescador admitiu que quase certamente a cachorra tinha se afogado. No entanto, havia sempre um restinho de esperança. Ela poderia ter subido para a ilha ou, com sorte, atravessado o canal a nado.

Mas, cinco semanas se passaram sem notícias de Luna. Nick retomou as atividades costumeiras, bastante desalentado com a ausência da companheira. Depois da primeira semana de busca, Luna foi “presumida como perdida no mar e morta”, de acordo com relatórios da Marinha.

Nick confessa que chegou a desistir. A falta da cachorra, no entanto, continuava falando alto. O tutor conta que pressentia os passos de Luna no barco, atrás dele, sempre pronta para ajudar. Foi um período difícil – quem já perdeu um cachorro pode avaliar.

cachorra-e-reencontrada-um-mes-depois-de-cair-no-mar

Mais de um mês se passou. Nick continuava posicionando binóculos para a costa da ilha, na tentativa de encontrar Luna. Acabou se tornando um gesto quase mecânico, destituído de qualquer forma de esperança.

Então, certa manhã, oficiais da Marinha informaram ter avistado um cachorro na entrada das instalações em San Clemente. Nick foi imediatamente até lá. Luna tinha conseguido nadar até a costa da ilha e deve ter sobrevivido comendo peixes e frutos do mar que conseguiu pescar sozinha.

A equipe da Base Naval Coronado também se emocionou ao testemunhar o reencontro. Assim que Nick surgiu no campo de visão de Luna, a cachorra disparou na sua direção. Era como se só tivessem se passado poucos minutos desde a separação.

Luna foi encontrada relativamente bem de saúde. Ela estava desnutrida e desidratada, mas trata-se de um animal jovem e resistente e, por isso, recuperou rapidamente as deficiências. A cachorra e o tutor finalmente puderam matar a saudade.

Para encerrar a entrevista, Nick afirmou: “Eu não sou um cara de muitas emoções, mas isso me incentivou. Isso me levou às lágrimas. É uma coisa linda ter a minha cachorra de volta. Luna, evidentemente, fica ao lado do amigo o tempo todo: ela não quer mais correr o risco de uma nova separação.

Receba notícias e histórias do Cães Online no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/caesonline.

Deixe um comentário